domingo, novembro 11, 2012

Minha menina!



Para minha pequena Yasmin. Minha menina!

Minha menina, como você cresceu!
Como teus passos, hoje, são tão firmes.
Teu olhar tão decidido.
Tuas palavras tão fortes.

Minha menina, teu olhar me traz esperança.
Teu carinho, herança.
Ah, menina.
Quanto encanto num jeito só. Num ser só. Num único ser!

Minha menina, teus louros cachos.
Leves e lisos e santos e puros.
Exalam uma canção ao toque do vento.
Que adoro ouvir.

Corre menina!
Viva... Sonhe... Cante... Encante.
Me toque com sua vida.
Pois tua existência me arranca a ausência.

                                                             Morgana Medeiros


                                                                                               


2 comentários:

  1. Que belíssimo poema morganita!!delicado, sonhador e inspirado..gostei muito..W.

    ResponderExcluir